sexta-feira, 16 de abril de 2010

Onde os votos abundam

Não é só no Brasil que figuras estranhas se candidatam a cargos públicos, como vimos nos últimos anos. E para quem reclama da panfletagem exagerada e das propagandas apelativas, deêm uma olhada de como as coisas funcionam nos Estados Unidos da América - nação que se gaba de ser o berço da democracia moderna.


É isso mesmo... históricamente, o comparecimento dos norte-americanos às urnas é baixo... mas isso não acontece por falta de abundância de campanha e marketing dos candidatos - como podemos ver...

Na campanha eleitoral estadual, a militante mericana Kat Smith fez ontem pinturas em seu bumbum em prol da campanha eleitoral da ex-cafetina Kristin Davis. A ex-cafetina era conhecida pelo apelido de ‘Madame Manhattan’ e pretende concorrer ao governo de Nova York (EUA) e alcançar o cargo que foi de Eliot Spitzer, ex-governador nova-iorquino e cliente de Kristin. Graças a Spitzer, a Madame Manhattan se tornou conhecida mundialmente em 2008, quando o então governador de Nova York renunciou em meio a um escândalo envolvendo prostitutas de luxo.
Aos 34 anos, a ex-cafetina já causaou polêmica ao usar um meio diferente para arrecadar fundos para sua campanha: um leilão de encontro (com jantar, calma rapazes) com modelos da revista adula americana Penthouse.

Com informações da Reuters

Nenhum comentário: