segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A parábola do bom homossexual


O mestre, prosseguindo, disse: Um certo homem bem sucedido, evangélico e dizimista assíduo, perdeu seu emprego e desceu abruptamente no seu nível vida. Para prover comida para sua família, caiu nas mãos de agiotas. Como não conseguiu dinheiro para pagá-los, os agiotas os despojaram, tomaram seus bens, eletrodoméstico e utensílios de casa e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.

Ocasionalmente, naquele mesmo dia o pastor da igreja apareceu na casa do homem, pois estava preocupado que o mesmo já não dava o dízimo há alguns meses. O pastor, porém, vendo-o em suas necessidades (ferimentos, casa vazia e sem comida para alimentar os filhos) , ignourou tudo. Sequer se lembrou que aquele mesmo irmão sempre havia sido fiel nos dízimos e, quando o homem lhe relatou a tragédia desde o início, limitou-se a fazer uma oração. Antes de se despedir e partir, lembrou que era necessário ter fé é que continuaria orando para que tudo melhorasse.

Na noite daquele mesmo dia, o líder do grupo de louvor da igreja apareceu na casa do homem, pois este havia prometido doar à igreja uma guitarra que possuia. De igual modo, também o levita chegou à casa e percebeus as suas necessidades. Depois que o homem lhe relatou o que havia acontecido e que os agiotas haviam levado a guitarra como pagamento, passou de largo e saiu rapidamente.

Mas um certo homem homosexual e enfermeiro, vizinho do homem, olhando pela janela e percebendo que os filhos do homem comiam o pão duro do café-da-manhã, encheu-se de compaixão e tocou a campainha.

Entrando na casa, atou-lhe as feridas e pondo-o em seu carro, levou-o para um hospital particular e, pagando os serviços, garantiu que o homem ficasse pelo tempo que fosse necessário, pois pagaria o resto quando voltasse. Na mesma noite, convidou a esposa e os filhos do homem para viverem em sua casa até que conseguissem se reorganizar.

Nas semanas seguinte, conseguiu indicá-lo a um bom emprego e ainda o ajudou até que se recuperasse financeiramente e adquirisse novos bens para sua casa.

Qual, pois, destes três te parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos agiotas?

Nenhum comentário: