segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Pastores fazem caça às (crianças) bruxas na Nigéria

Parece que não é somente no Brasil que a igreja evangélica está doente. O "charlatanismo cristão", isto é, em nome de Cristo, está atingindo níveis mundiais e explorando a miséria humana. É um absurdo o que homens que se dizem "cristãos" estão fazendo na Nigéria. Será que chegamos ao fundo do poço?

Vejam como nossos "irmãos" estão espalhando as "boas novas" (ou serão más novas?):

Pastores de igrejas evangélicas na Nigéria estão acusando crianças de serem bruxas, levando ao abuso e a crueldade indiscritíveis a crianças inocentes.

Elas estão sendo abandonadas pelos pais para morrerem, isso quando não são mortas, espancadas, queimadas, envenenadas, enterradas vivas, amarradas a árvores, entre outras crueldades.

Estima-se que cerca de 5.000 crianças foram abandonadas desde 1998, e que de cada 5 crianças abandonadas, uma acaba morrendo, e as que sobrevivem ficam em estado de choque.

Os pastores fazem parte das igrejas evangélicas "Assembléia do Novo Testamento", "Igreja de Deus das Missões", "Evangelho Monte Sião", "Glória de Deus", "Irmandade da Cruz", "Liberdade do Evangelho", entre muitas outras.

São os pastores que dizem que as crianças estão enfeitiçadas, e eles prometem fazer um exorcismo para curar as bruxas mediante pagamento, que pode custar 3 a 4 meses de trabalho.

Com a grande maioria das pessoas não podem pagar, elas abandonam as crianças, ou utilizam outros métodos para tentar "curá-las".

Esse é o link da notícia, em inglês:

http://www.guardian.co.uk/world/2007/...


Tem até uma videoreportagem sobre o caso no you tube. As imagens são chocantes:


Nenhum comentário: