sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Criatura estranha encontrada em lago intriga moradores de cidade no Panamá


'ET' foi morto por adolescentes entre 14 e 16 anos em Cerro Azul. Pesquisadores investigam criatura, não catalogada como animal.

Uma estranha criatura intriga a população de uma cidade do Panamá. Morto por quatro adolescentes em um lago de Cerro Azul, o ser não identificado é apontado como extraterrestre, mas pode ser apenas um animal ainda não catalogado pelos biólogos ou com problemas de formação.

Segundo jornais panamenhos, quatro adolescentes entre 14 e 16 anos estavam em torno do lago, no sábado (12), quando viram uma criatura bizarra saindo de uma gruta. Assustados com sua aparência e com medo de serem atacados, os jovens atiraram pedras até matá-la e a jogaram na água.

A notícia logo se espalhou pela cidade. Retirada do lago, a criatura foi apontada como um ET por moradores da região e pela imprensa local. Outros a descreveram como o personagem "Gollum", da trilogia "O senhor dos anéis".

Ouvido pela rede de jornalismo Telemetro, o especialista em vida silvestre do órgão nacional de meio ambiente Melquiades Ramos disse que o caso está sendo investigado e que as características da criatura são "muito peculiares".

Nesta terça-feira (15), foi encontrado no local um animal sem cabeça, que seria um bicho-preguiça. Ainda não se sabe se há alguma relação com o caso do ser encontrado no fim de semana.

Fonte: G1

4 comentários:

Laguardia disse...

observações de Saulo Luz em preto e as minhas em verde

.Saulo Luz disse...

O amigo reacionário...
Tornando minhas as suas palavras, aplique os conceitos de Teoria Política corretamente. Segundo o dicionário Aurélio, reacionário é aquele que é contra a liberdade, portanto o termo não se aplica a mim.
.
Primeiramente, aplique os conceitos da Teoria Política corretamente. Zelaya não é caudilho, pois não é militar. Caudilho é um líder político e militar.
.
Zelaya pode não ser um Caudilho no termo estrito da palavra mas age como um quando segue os passos de um verdadeiro Caudilho, o Coronel Hugo Chávez da Venezuela.
.
Depois, Zelaya não tentou aplicar golpe algum
.
Antes de emitir esta sua opinião, sugiro que leia a Constituição de Honduras e o post abaixo.
.
Pelo contrário, sofreu um golpe militar. Portanto, não pode ser chamado de candidato ou golpista.
.
Zelaya não sofreu um golpe militar. Por ordem da Suprema Corte de Honduras e tendo por a Constituição de Honduras, ordenou a prisão e deportação do golpista Zelaya.
.
Se o projeto de lei para reeleição que ele apresentou era tão absurdo, bastava que o Congresso e o Judiciário o rejeitassem. Não era necessário depor e expulsar o presidente do país.
.
Saulo seu comentário demonstra desconhecimento dos fatos. O congresso e o Judiciário rejeitaram, com base na Constituição de Honduras a pretensão de Zelaya em convocar um plebiscito sobre reeleição do presidente o que é proibido. Zelaya e seus seguidores invadiram as instalações da Força Aérea Hondurenha onde estavam guardadas as urnas eleitorais com o objetivo de realizar o plebiscito mesmo depois da proibição da suprema Corte e do Congresso.
.
Terceiro, a OEA e a ONU não reconhecem o governo interino (de facto) e já exigiram a restituição da ordem original. Nenhum, repito, nenhum país ainda reconheceu esse novo governo interino.
.
Novamente, seu comentário demonstra seu desconhecimento dos fatos e falta de acompanhamento do que ocorre no mundo. O governo de Israel reconheceu o governo democrático de Honduras.
.
Além do mais já está em andamento a campanha para as eleições presidenciais de Honduras a serem realizadas em Novembro deste ano. O governo brasileiro já manifestou que não vai reconhecer a vontade soberana do povo de Honduras.

Laguardia disse...

Peço aos leitores que tomem um pouco de tempo e leiam a Constituição de Honduras, que está em vigor desde 1982, portanto a democracia hondurenha é mais antiga do que a nossa.
.
Transcrevo aqui o Artigo 239 da Constituição Hondurenha:
.
ARTICULO 239.- El ciudadano que haya desempeñado la titularidad del Poder Ejecutivo no podrá ser Presidente o Designado. El que quebrante esta disposición o proponga su reforma, así como aquellos que lo apoyen directa o indirectamente, cesarán de inmediato en el desempeño de sus respectivos cargos, y quedarán inhabilitados por diez años para el ejercicio de toda función pública.
.
Portanto,a Constituição de Honduras não prevê julgamento pela Suprema Corte de Honduras no caso de Zelaya, mas sim o seu imediato afastamento do cargo por ter apoiado diretamente a reeleição do presidente da república.
.
Um artigo de Carlos Mendonza analisando a situação diz que: El artículo 5 de la Constitución contempla las consultas a los ciudadanos (referéndum y plebiscito) para “asuntos de importancia fundamental en la vida nacional”. Pero ello debe ser normado por el Congreso Nacional. Tanto los diputados, como el Presidente, y los ciudadanos, pueden solicitar que se convoque a una consulta. La Constitución, incluso, afirma que “el ejercicio del sufragio en las consultas ciudadanas es obligatorio”. Pero enfatiza que “No será objeto de referéndum o plebiscito los proyectos orientados a reformar el Artículo 374 de esta Constitución” (mencionado antes, sobre los artículos pétreos).
.
O Artigo 374, considera clausula pétrea, isto é que não pode ser alterado o período de mandato bem como a proibição de reeleição do presidente da república.
.
ARTICULO 374.- No podrán reformarse, en ningún caso, el artículo anterior, el presente artículo, los artículos constitucionales que se refieren a la forma de gobierno, al territorio nacional, al período presidencial, a la prohibición para ser nuevamente Presidente de la República, el ciudadano que lo haya desempeñado bajo cualquier título y el referente a quienes no pueden ser Presidentes de la República por el período subsiguiente
.
Portanto, considerando que é clausula pétrea o mandato e a proibição de reeleição do presidente da republica, que já traz consigo a pena para quem apoiar tal medida, ou seja o IMEDIATO afastamento de quem apoiar direta ou indiretamente este tipo de mudança na Constituição, a Suprema Corte e o Congresso Hondurenho agiram de acordo com a Constituição, preservando assim o Estado Democrático de Direito em Honduras. Por este motivo o afastamento de Manuel Zelaya não foi e não pode ser considerado golpe de estado, muito antes pelo contrário.
.
Erram os Estados Unidos e erra Lula ao ficar a favor de um golpista e contra aqueles que defendem a DEMOCRACIA em Honduras.

Laguardia disse...

Saulo Luz disse...
É engraçada a maneira de como este blog defende a democracia...Será uma Democracia à Grega Antiga?Só participam da decisão homens brancos, livres, alfabetizados e proprietários de terra?
Impressionante como o leitor é mal informado. Democracia é um regime do povo, pelo povo e para o povo, independente de sua classe social, cor, religião,etc. é o regime onde a opinião da minoria é respeitada pela maioria. É o regime onde a lei e a Constituição são respeitadas. Manuel Zelaya é um dos maiores proprietários de terra de Honduras.


Ah... entendi. O povo pobre de Honduras não pode reeleger um presidente.


O leitor não entendeu nada. Tem dificuldade. Não sabe que tanto em Honduras como no Brasil o poder emana do povo e em seu nome é exercido através do Congresso Nacional. Os deputados são representantes do povo por este eleitos.
Mas a elite do país pode derrubar um presidente eleito e colocar outro no lugar...Interessante conceito de democracia!


A ignorância do leitor é tanta que não sabe que Manuel Zelaya é uma das maiores fortunas de Honduras, um rico proprietário de terras e criador de cavalos. Se Zelaya não é elite, então não sei o que é.


Lembremo-nos:DEMO = POVOCRACIA = REGIME, PODER, GOVERNO


Democracia = Regime do Povo


O que vocês estão defendendo parece mais com:AristocraciaAristos = MELHORESCracia = REGIME, PODER, GOVERNO


Manuel Zelaya representa a aristocracia de Honduras, assim como José Sarney, Renan Calheiros, Paulo Maluf, Marta Suplicy, Eduardo Suplicy, Fernando Collor de Mello, Jader Barbalho, José Severino e Luiz Inácio Lula da Silva representam a aristocracia brasileira.
Depois sou eu quem defendo a aristocracia!!!!!!

Laguardia disse...

Atualize suas informações. Por duas vezes Zelaya convocou o referendum. Da primeira vez o Congresso e o Tribunal Superior disseram que era ilegal.

Então ele mudou o nome para consulta popular. Mais uma vez foi julgado inconstitucional tanto pelo Congresso como pelo Tribunal Superior.

Então Zelaya, junto com seus seguidores, invadiu a guarnição das Forças Armadas onde o material de votação estava depositado (urnas eleitorais) e as distribuiu pelo país.

Ora a Constituição de Honduras determina que qualquer votação, como no Brasil, é realizada pela Justiça eleitoral e não pelo executivo.

Esta desobediência aos ditames constitucionais e legais é que levaram a Suprema Corte a determinar a prisão de Zelaya, já que constitucionalmente ele deveria ser imediatamente afastado do poder e ter seus direitos políticos suspensos por oito anos.

O erro, ou talvez o acerto, para evitar um banho de sangue, foi expulsa-lo do pais em vez de prende-lo.

Não se pode esquecer que o Congresso Nacional foi eleito pelo povo e que de acordo com a Constituição, quem substitui o presidente da república é o presidente da Camara de Deputados, o que foi feito.

Saulo, você como jornalista deveria estar mais bem informado. Verifique melhor suas fontes, esta é aprática de um bom jornalismo.