domingo, 30 de agosto de 2009

Quanto você cobra para pregar?


Alguns anos atrás eu estava no gabinete da igreja quando o telefone tocou. Quando atendi ao telefone, a pessoa do outro lado da linha disse que queria falar com o pastor Silas e se ele estava. Eu lhe disse que era o pastor Silas quem falava. Então ele se apresentou e me disse que era de uma igreja batista de uma outra cidade e se haveria a possibilidade de pregar em sua igreja em um congresso de jovens, me explicando que já havia ligado para o Pr. Silmar Coelho, mas nessa data ele estaria nos Estados Unidos, e que havia ligado para a cantora Eyshila, mas ela também não poderia estar no congresso naquela data. Então eles se lembraram de mim e resolveram ligar para ver se haveria a possibilidade de estar pregando no congresso. Eu olhei a minha agenda e verifiquei que na data que queriam, apesar de ser um feriado prolongado, eu estaria livre. Então veio a famosa pergunta:

- Quanto o senhor cobra para estar pregando em nosso congresso?

Então lhe falei que não cobrava nada. Ele surpreso me disse:

- Nada!

- Nada. Respondi.

Então o rapaz me disse com muita empolgação:

- Pois eu quero lhe dizer que o senhor receberá uma boa oferta da igreja.

Confesso para vocês que eu fiquei surpreso, pois alguns anos antes eu havia pregado nessa igreja e ela não tinha paredes e eu nada cobrei e nem nada recebi. Voltei para pregar lá novamente, dessa vez já havia paredes e me deram uma oferta para cobrir as despesas da gasolina. Queridos, confesso para vocês uma coisa, não cobria a metade da gasolina que eu havia gasto, mas tudo bem.

Enquanto ele me falava pensei comigo: “Vou levar um grupo da igreja para esse congresso”. Mas aí ele completou:

- Não só uma boa oferta, mas o senhor terá todas as despesas pagas e dormirá num hotel fazenda excelente que temos aqui na cidade.

Meus irmãos, na mesma hora eu desisti de levar comigo a igreja; só vou com a minha esposa e não vou nem levar as crianças, meus filhos nessa época ainda eram bem novos. Hotel fazenda, boa oferta e ainda todas as despesas pagas. Que mudança. Que benção. Como estava mudada a igreja. Tão liberal e tão próspera.

Enquanto eu pensava nisso, o abençoado no outro lado da linha me disse assim:

- Pastor o senhor é muito famoso aqui em nossa cidade.

Aí eu pensei: “Famoso?” Ta certo que eu havia pregado lá duas vezes, e confesso que foi uma benção, mas famoso? Foi quando perguntei:

- Eu? Famoso?

- É. O senhor é muito famoso aqui, afinal de contas o senhor não é o pastor Silas Malafaia?

Então eu falei:

- Não meu irmão, eu sou o pastor Silas Alves Figueira.

- Ué! Ai não é a Assembléia de Deus da Penha?

- Não querido, aqui é a uma igreja batista e fica em Teresópolis.

- Ah pastor me desculpe pelo King Kong que eu paguei! Eu queria falar era com o pastor Silas Malafaia, o senhor não tem o telefone dele aí não?

- Não meu irmão, eu não tenho.

Queridos, tudo bem que eu não sou o Malafaia, mas também não sou nenhuma “Mala Sem Alça”. Por qual motivo o Malafaia tem boa oferta, despesa paga e hotel fazenda e para o Malafeia não têm nada? Só porque ele é famoso? Por que será que para o Pastor Silmar Coelho e para a cantora Eyshila podia ter honras financeiras e para o Malavazia não podia ter nada? Será que só eles merecem não ter gastos financeiros?

Fico imaginando eu e a minha querida esposa chegando à cidade e dando de cara com os cartazes, “Hoje estará conosco o famoso pregador Silas Malafaia.” E chega ao congresso o não famoso Malavazia com a sua digníssima esposa, que não se chama Elizete, mas Cláudia. Graças a Deus que o abençoado falou que o outro era famoso e eu achando que era eu. Já parou para pensar que situação eu iria enfrentar e eles?

Meus irmãos esse ocorrido me fez ver que quanto mais famoso você for, mais honras você recebe, como se a honra estivesse na fama e não na pessoa. Eu não tenho nada contra o pregador ou cantor receber uma oferta por ir a uma igreja para ministrar, o que eu não aceito é essa cobrança que se anda fazendo por aí. Pregadores e cantores cobrando para ministrar e cobrando alto, exigindo coisas que não tem lógica. Eu soube de um pregador que após pregar foi convidado a ir à casa de uma família da igreja para jantar. Quando ele viu que o jantar era sopa (pois estava muito frio naquela noite), ele disse para o dono da casa que por “aquilo” ele não dava graças, e foi jantar em outro lugar. Quanta arrogância entre os “famosos”, muitos vieram de lugares pobres, e muitos deles nem tinham o que comer direito, mas basta um pouquinho de fama e já começa o chilique, não como isso, não como aquilo. Onde isso vai parar meu Deus? Se alguém souber a resposta me diga por favor.

Autor: Pr Silas Alves Figueira, que não sabe o telefone do Malafaia.
Fonte: Ministério Batista Bereia [via PavaBlog]

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

95 anos! Hoje é dia de Tsunami!

Há exatos 95 anos surgia o alviverde imponente. No dia 26/08/1914, um grupo de imigrantes italianos fundava a Società Sportiva Palestra Italia. clube que, durante a II Guerra, mudaria o nome para Sociedade Esportiva Palmeiras.
Deixo um vídeo legal do lançamento da nova 3ª camisa que bombou no youtube:




"Foi dessa linhagem de guerreiros que nasceu o Palmeiras, um time que tem história. Os guerreiros da Casa Azzurra lutam pelo que existe de mais valioso: o torcedor palmeirense."

Parabéns Palmeiras!
E para os que ainda não entenderam o motivo da nova camisa azurra com a Cruz de Savóia, pesquisem um pouco mais a história do clube. Aqui é Palestra!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Pobre Cháves!

Sanduíches de presunto podem causar câncer
É O QUE CONSTATA PESQUISA RECENTE. ESPECIALISTAS RECOMENDAM ALTERNATIVAS MAIS SAUDÁVEIS, COMO PEIXE E ATÉ HOMUS.

O presunto, o bacon, o salame e outros tipos de carne processada aumentam o risco de câncer de intestino ao longo da vida em aproximadamente 20%, afirma pesquisa recente. O World Cancer Research Fund (Fundo Mundial de Pesquisas de Câncer) afirmou que, apesar de a pesquisa não ter focado especialmente no efeito de comer carne processada na infância, a evidência do risco nos adultos tornou importante ensinar as crianças a evitar esse tipo de comida sempre que possível.

Cientistas afirmam que, no Reino Unido, aproximadamente 3700 casos de câncer de intestino poderiam ter sido prevenidos se todos comessem menos de 70g de carne processada por semana, o que equivale a três fatias fininhas de bacon. Colocar presunto no sanduíche do pequeno pode ser fácil e gostoso, mas pense em substituir esses alimentos por alternativas mais saudáveis, como peixe, queijos com pouca gordura (como o queijo branco), pequenas quantidades de frango ou até homus, uma espécie de patê árabe feito de grão-de-bico.

A entidade mundial também aproveitou pra fazer outro alerta: lanches que contém bebidas açucaradas e itens com alto índice de gordura e de calorias podem indiretamente aumentar o risco de câncer ao fazer as crianças ficarem acima do peso, levando os quilinhos extras à idade adulta.

Fonte: Revista Pais & Filhos

Gripe suina: tem alguém lucrando com isso!

Que interesses econômicos se movem por detrás da gripe suína?
Você confia na fabricantes de remédios como o Tamiflu
Assista o vídeo "Operação Pandemia" e veja as sombrias ligações entre políticos, laboratórios farmacêuticos, epidemias e lucro...


quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Americana vence pela 5ª vez concurso de chamar marido
Concurso de chamar marido é realizado durante a feira de Illinois. Kelly Trebbing, de Granite City, domina a disputa desde 2005.


A americana Kelly Trebbing, de Granite City, no estado de Illinois (EUA), manteve o domínio e venceu pelo quinto ano consecutivo o concurso de chamar marido (veja o vídeo), que é realizado durante a feira de Illinois, segundo reportagem da emissora de TV “CBS News”.

Kelly Trebbing venceu pelo quinto ano consecutivo o concurso de chamar marido, na feira do estado de Illinois (EUA). (Foto: Reprodução/CBS News)

Fonte: G1

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Salvem o tricolor paulista!

Ok... confesso que algum corinthiano mandou bem, pelo menos dessa vez. E, enquanto isso, o panetone segue vazio...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Pastor Denorex

Informativo da Comissão de Seleção Pastoral

Em nossa procura por um pastor adequado, dos candidatos investigados pela comissão, apenas um foi encontrado com as qualidades necessárias. A lista abaixo contém os nomes dos candidatos e nossos comentários sobre cada um.

ADÃO: Homem de Deus mas tem problemas com sua esposa. Ficamos sabendo que ele e sua esposa gostam de andar pelados pelos bosques e prados.

NOÉ: Tem 120 anos de experiência em pregação, mas nenhum convertido. Gosta de projetos mirabolantes.

ABRAÃO: Deixou sua terra natal e vive perambulando por aí. Foi para o Egito durante tempos difíceis. Lá, soubemos que se meteu em problemas com as autoridades enquanto tentava se safar de forma mentirosa.

MOISÉS: Um camarada modesto e humilde, péssimo comunicador, até mesmo gagueja algumas certas horas. Algumas vezes explode e sai batendo com seu cajado, outras vezes age de maneira rispida em reuniões. Alguns dizem que ele abandou uma igreja anterior acusado de ter matado um homem.

DEBORA: Em uma palavra --- Mulher

DAVI: O líder mais promissor de todos até que descobrimos que ele teve um caso com a mulher de seu próximo. Poderia até ter sido considerado para a posição de Ministro de Música, se não tivesse sucumbido.

SALOMÃO: Tem reputação de grande sábio, mas falha em colocar em prática o que prega. Mulherengo.

ELIAS: Provou ser inconsistente, e é conhecido por afrouxar quando submetido a pressões.

OSÉIAS: Um pastor gentil e carinhoso mas as pessoas não saberiam lidar bem com a profissão de sua mulher. Já se divorciou também.

JEREMIAS: muito emocional e alarmista; alguns dizem que é uma dor de cabeça.

AMÓS: Vem de um passado no campo, meio caipirão. É rude, meio grossão. Se ele recebesse treinamento em um de nossos seminários, seria um pregador muito promissor; o que atrapalha ele é seu viés contrário à pessoas abastadas.

JOÃO: Autodenomina-se Batista, mas não tem tato e se veste como um hippie. Não se sentiria bem num jantar da igreja. É também meio pentecostal e tem o hábito de levantar as mãos para os céus para adorar quando fica excitado. Vocês sabem que permitimos apenas uma das mãos levantadas. Costuma dormir fora de casa, ao relento, segue uma dieta maluca e costuma provocar os líderes denominacionais.

PEDRO: Parece peão de fábrica: tem um temperamento forte e dizem até mesmo que ouviram-no lançar maldições e negar a Cristo publicamente.

PAULO: Tem o jeitão de um executivo moderno e é um pregador fascinante. Porém, tem falta de tato, é muito duro com pregadores mais novos, costuma fazer sermões demorados que avançam noite a dentro.

TIMÓTEO: Tem potencial, mas é muito jovem para a posição.

JESUS: Camarada popular, contudo, logo que sua igreja atingiu 5000, ele começou a ofender todo mundo (especialmente os teólogos; até mesmo ofendeu esta comissão com suas perguntas desconfortantes) e sua igreja acabou se reduzindo a míseros doze apóstolos. É muito controverso, não costuma ficar muito tempo num mesmo lugar e, além do mais, é solteiro.

JUDAS: pareceu ser bem prático, cooperador, bom com finanças, pensa nos pobres, e se veste bem. É conservador e possui boas conexões. Suas referências são bastante sólidas. Nós o estamos convidando para pregar neste próximo domingo, todos nós concordamos haver encontrado o homem que estávamos procurando para preencher o cargo de pastor-presidente. Contamos com sua presença para prestigiá-lo.

Obrigado a todos vocês que nos ajudaram em nossa procura por um novo pastor.

O Relator

Fonte: PavaBlog

Luxa vê 'complô evangélico' contra Emerson a favor de Brum

Segundo Luxa, notícia de que Emerson teria saído carregado de uma boate, pode ter sido 'plantada' por 'evangélicos', interessados em denegrir a imagem do jogador
No final da semana passada, a informação publicada em alguns veículos de comunicação de que Emerson, recém-contratado pelo Santos, foi visto badalando pela noite santista, deixou o técnico Vanderlei Luxemburgo incomodado. Tanto que o treinador tratou logo de sair em defesa do experiente jogador, de 33 anos, que foi indicado por ele para ser o camisa 5 do Peixe.

"Estou surpreso com essa notícia. Essa coisa de jornalista que fica preocupado com a vida pessoal do atleta é complicado. Infelizmente, tem uma minoria que age assim. Faz parte do nosso meio", disse Luxemburgo, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

"Um jovem pode perfeitamente ir a uma boate e, de repente, tomar um vinho", argumentou o comandante alvinegro, antes de levantar uma suspeita como tese de defesa do volante.

Segundo Vanderlei Luxemburgo, a notícia de que Emerson teria saído carregado de uma boate em Santos, pode ter sido 'plantada' por 'evangélicos', interessados em denegrir a imagem do ex-capitão da seleção brasileira, para favorecer Roberto Brum - que nunca escondeu o fato de ser um evangélico atuante.

Vale lembrar que Brum foi afastado pelo técnico do Santos por indisciplina (Roberto Brum estava pendurado e ficou fora do jogo contra o Náutico, nos Aflitos, porque levou um cartão amarelo contra o Flamengo, após para sair de campo, quando estava sendo substituído, para discutir com o árbitro). O afastamento do jogador, um dos mais carismáticos do grupo e líder do elenco, abriu o espaço necessário para que Emerson fosse contratado para ser titular, depois de passar por um período de recondicionamento físico, com o preparador Antônio Mello.

"Já me falaram que quem está falando isso para os jornalistas são evangélicos, que estão querendo 'queimar' a imagem do Emerson, pois são favoráveis ao Roberto Brum, porque eu contratei o Emerson para o lugar dele", comentou Luxemburgo, que irá conversar com Emerson, para saber dele o que realmente aconteceu.

"O próprio Emerson já avisou que quer falar comigo para explicar o que aconteceu. Tenho certeza que não foi nada, que isso tudo é mentira. Vou conversar com o atleta e o que ele falar, para mim, é o que irá prevalecer", encerrou.

Fonte: iG Esporte e Gazeta Esportiva

S@lcompimentas: Ok, os "evangélicos" no Brasil são uma palhaçada... mas o Luxemburgo é um fanfarrão ao falar isso. É claríssimo que ele está falando pelo seu 'mentor espiritual', conhecido macumbeiro que adora botar a culpa de tudo nos evangélicos. Vamos deixar bem claro uma coisa: Assim como nem toda miséria humana é causada pelo Diabo, nem toda miséria brasileira é causada pelos "Diabos da Fé", seus bispos e apóstolos.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Vanity, my favorite sin!...

Vaidade, meu pecado favorito — foi a declaração do diabo através do personagem de Al Pacino no filme “O Advogado do Diabo”.

O interessante é que isto é dito depois que o jovem advogado seduzido pelo Advogado Diabo aparentemente vencera a tentação na qual havia caído..., que era de vaidade e soberba no mundo dos negócios.

Agora, entretanto, depois de passar pelo inferno, e depois de refazer seus valores, um repórter acostumado a estar presente nos julgamentos nos quais o jovem advogado ambicioso se deleitava em ganhar todas, não importando a causa ou o réu, vê que o moço a duras e horríveis penas aprendera a lição, que agora começava a se sentir um homem bom e diferente...

É aí que o repórter/diabo aproxima-se do jovem advogado supostamente redimido da ganância, e diz a ele: “Você é um case... Um advogado com consciência!... Meu Deus! Isto é capa de revista... Você é o cara!... Vamos lá... Me dê uma exclusiva...”

O jovem advogado pensou e cedeu...

“Me procure amanhã!...” — disse ele, para, a seguir, abraçar a esposa com felicidade e sair pensando que iniciou um momento novo e virtuoso na vida.

Então, a cara do repórter vira a cara do diabo Al Pacino, e ele sorri e diz: “Vaidade, meu pecado favorito!”

Assim se aprende que até as nossas virtudes se tornam vaidades...

Afinal, todo homem, sem exceção, por mais firme que seja ou pense que esteja, é pura vaidade.

Quem duvida disso não duvida de si mesmo...

E quem não duvida de si mesmo ainda que seja em relação às suas melhores virtudes, já rodou e não sentiu...

Desse modo, que cada um de nós não se sinta vencendo por causa de nenhuma virtude pessoal, pois, cada uma delas é apenas um outro lado da tentação supostamente vencida...

Pense nisso!

Caio Fábio, 14 de agosto de 2009, Lago Norte, Brasília - DF

extraído do site do autor

A mulher e o crime existencial


Em Gn 3.15, Deus faz uma afirmação, da qual, nem sempre, nos damos conta: de que a inimizade da serpente seria para com a mulher.

A serpente configurava Satanás e a mulher configurava a Igreja, que traria Cristo ao mundo.

Mas, para além das configurações, que falam do enfrentamento da Igreja do Antigo e do Novo Testamento para trazer o Cristo, primeira e segunda vez; nesse texto, Deus reinventa a maternidade. O que era, apenas, a forma como nos multiplicaríamos, passou a ser a única esperança da humanidade. Duma gravidez especial viria o salvador. Toda a esperança da humanidade repousava no útero de uma mulher.

Mas a mulher pagaria um alto preço, teria como seu inimigo o anjo rebelde.

Os homens entrariam nessa briga por serem descendentes da mulher. Mas, a briga principal era com ela, para impedir a vinda do ungido.

Talvez, isso explique porque a vida da mulher tem sido um inferno em todas as culturas. E os homens, que deveriam ser aliados das mulheres, protegendo-as dos ataques do maligno, mudaram de lado e colaboraram com essa caçada por tempos perdidos na memória.

De todas as manifestações dessa tentativa de destruir a mulher, fazê-la prostituta é a pior. E, às vezes, se faz isso dentro do casamento. E se faz isso quando a mulher é convencida que sem sexo não há relacionamento possível. Em qualquer tipo de prostituição a mulher não conta como ser humano, apenas como fonte de satisfação masculina: quanto mais serviçal, melhor! Ela não existe mais. O que existe é o macho em sua volúpia querendo satisfação plena e sem questionamento. E a única razão da existência da fêmea se sustenta em sua capacidade de dar prazer ao macho. Ela não vale pro si, vale por ele.

A gente não combate a prostituição como pecado moral, combate-a como crime existencial, porque a alma da mulher é devorada e o que resta é a sua capacidade de satisfazer a uns e enriquecer a outros: homens que a usam e exploram a seu bel prazer.

Os Céus revoltam-se, a prostituição amesquinha a mulher e insulta a Deus, que, com a mulher, fez um pacto especial, fazendo dela a portadora da esperança da humanidade, não só por trazer o Cristo, mas por ser, na maternidade que carrega no coração, a certeza de que Deus continua investindo na humanidade.


Ariovaldo Ramos, no Um clamor por Niterói [via Tomei a Pílula Vermelha]


Este texto foi escrito pelo Ari a pedido do Márcio de Souza para reflexão sobre prostituição e seus desdobramentos. Aproveitando a oportunidade, quero divulgar o projeto que o Márcio está desenvolvendo: Como lidar com prostitutas

O dízimo do tráfico

“Carlos Magno de Miranda era um dos líderes da Igreja Universal. Ele relatou os detalhes de sua ida a Medellín, para receber dinheiro dos narcotraficantes colombianos. Um mensageiro entregou-lhes 450 000 dólares. As mulheres dos pastores esconderam o dinheiro nas calcinhas”.

O pastor Carlos Magno de Miranda, em 1991, acusou a Igreja Universal de ter comprado a Rede Record com dinheiro de narcotraficantes colombianos. Agora, com duas décadas de atraso, o episódio finalmente poderá ser esclarecido. Os mesmos promotores que, na semana passada, denunciaram criminalmente Edir Macedo e outros integrantes da Igreja Universal indagam também a suspeita de que a segunda parcela da compra da Rede Record possa ter sido saldada com recursos do Cartel de Cali. Carlos Magno de Miranda é uma das testemunhas arroladas pelo Ministério Público, e os promotores cogitam pedir a abertura de mais um processo contra os donos da Rede Record.

Carlos Magno de Miranda era um dos líderes da Igreja Universal. Em 1990, ele se desentendeu com Edir Macedo e passou a atacá-lo publicamente. Num dos documentos obtidos pelo Ministério Público, ele relatou os detalhes de sua ida a Medellín, para receber o dinheiro dos narcotraficantes colombianos. Ele teria viajado com os pastores Honorilton Gonçalves e Ricardo Cis, todos acompanhados de suas mulheres. Permaneceram dois dias na cidade. No primeiro dia, aguardaram no hotel. No segundo dia, um mensageiro entregou-lhes uma pasta contendo 450 000 dólares. As mulheres dos pastores esconderam o dinheiro nas calcinhas e, de madrugada, retornaram ao Rio de Janeiro num jato fretado. Segundo Carlos Magno de Miranda, os fatos teriam ocorrido entre 12 e 14 de dezembro de 1989. Os promotores do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) analisaram os registros aeroportuários da Polícia Federal e – epa! – documentaram que, naqueles dias, os pastores da Igreja Universal realmente foram a Medellín, com escala em Manaus.

O Ministério Público, além disso, entrou em contato com autoridades americanas para poder interrogar o narcotraficante colombiano Víctor Patiño, que foi preso em 2002 e extraditado para os Estados Unidos. Seu nome foi associado ao da Igreja Universal em 2005, quando a polícia colombiana descobriu que uma de suas propriedades em Bogotá – uma cobertura de 600 metros quadrados – era ocupada por Maria Hernández Ospina, que alegou ser representante de Edir Macedo. Uma das dificuldades dos promotores do Gaeco é que Edir Macedo tem cidadania americana, dado confirmado oficialmente pelo consulado. O Ministério Público já encaminhou todos os documentos do processo contra Edir Macedo aos Estados Unidos, para que os americanos possam abrir um inquérito próprio.

A Igreja Universal, nos últimos dias, atrelou sua imagem à de Lula. É a mesma estratégia empregada por José Sarney. Um apoia o outro. Edir Macedo está com Lula e com Dilma Rousseff. Agora e em 2010. Se a Igreja Universal tem um Diploma do Dizimista assinado pelo senhor Jesus Cristo, Dilma Rousseff tem um DIploma de Mestrado da Unicamp, supostamente assinado pelo Espírito Santo. O senhor Edir Macedo e o senhor Lula se entendem. Eles sabem capitalizar a fé.

Coluna de Diogo Mainardi na Revista Veja dessa semana

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Deu na Record

Caio Fabio comenta o caso Universal

A MÍDIA E OS NOVOS DEMÔNIOS!... — o caso Universal!...

Desde ontem as televisões do Brasil andam atrás de mim querendo uma entrevista; ou melhor: uma “sonora” [que é a entrevista “de corpo presente e falada”] sobre o Macedo e a Universal.

Hoje cedo foi a Globo...

Queriam uma sonora sobre o escândalo de lavagem de dinheiro da IURD; e mais: queriam que contasse como o bicho é muito mais feio..., considerando o que eu dissera durante toda década de 90, bem como acerca do que eu já disse no site: que a ponta desse negócio vem de longe... e de modos mais que ilícitos.

Era isto que queriam de mim...

Disse “não”...

E expliquei a razão:

Na década de 90 eu falei muito e falei através da mídia o que não era Evangelho; era apenas o interesse da mídia. Hoje, eu disse, não há nenhum tema da mídia que, por mais que eu o conheça, eu deseje falar acerca dele, a menos que seja sobre o Evangelho.

Então perguntei:

Vocês querem uma sonora dizendo o que é Igreja em relação ao que não é Igreja? Ou querem saber o que o Evangelho diz sobre esta loucura que se instalou entre nós na “igreja”?...

Silencio...

Então concluí:

Não concordo com nada do que ensinam, pregam e fazem... Nada é bom ali. Mas não sou Promotor de Justiça e, muito menos, Satanás; pois, o que vocês me pedem é para ser o Satanás dessa história; e não há na terra quem me leve para este lugar no qual Jesus não estaria!...

A resposta foi silenciosa...

A seguir um educado “muito bom pastor, que o senhor continue em paz e entre flores...”.

Eu disse Amém; e a conversa acabou...

É claro que sei que o que está aparecendo é a ponta “legal” da ilegalidade, e que o buraco fundo está cavado no tempo antes do período investigado. Mas esta é uma informação minha, contada a mim, por pessoas que hoje temem pela própria vida; sem falar que outras aceitaram dinheiro para sumir e viver bem...

Quanto mim, tudo o que digo, digo pelo Evangelho, na esperança de que a Luz acenda, mas não estou disponível para reforçar o papel de ninguém no seu desejo de encontrar carniça...

Sei que as coisas são reais e são ainda piores. Mas o Senhor não me constitui juiz entre os homens, e, menos ainda constituiu-me Profeta de Mídia.

A mídia eu conheço hoje muito bem...

Muitas vezes faz bons serviços... Mas a maioria das vezes apenas usa você a fim de atingir seus objetivos, e, no fim, quem segura a onda é você; você sozinho...

Ou seja:

Hoje cedo um dos Novos Demônios, segundo Jaques Elull, a Mídia, me visitou oferecendo-me “vingança”.

Sim, porque acusar é sempre coisa do diabo... Especialmente quando o seu chamado é para anunciar a Boa Nova, ou, no máximo, denunciar ao povo de Deus, por meios próprios e não contaminados, o que seja a verdade do Evangelho, ainda que isto incida sobre movimentos religiosos, políticos ou de qualquer outra natureza.

Concluí dizendo que não desejo nenhuma retaliação, e que não serei usado sob a bandeira da denuncia e da verdade, a fim de cumprir a “pauta” de uma redação que, no fundo, também faz parte do mesmo intestino grosso que hoje se dispõe a investigar...

Quase todos, nessas horas, depois de 1998, chegam dizendo que chegou a hora de todo mundo saber que eu estava certo!...

Minha resposta:

E eu lá estou preocupado com o fato de o mundo pensar qualquer coisa a meu respeito?!

A mim somente interessa a opinião de Deus sobre mim!

O mais é lixo...


Nele, que perguntou: “Quem me constituiu juiz e partidor entre vós?”,

Caio, 12 de agosto de 2009, Lago Norte, DF

retirado do site do autor

Entre Globo e Record, qual a pior?

Estimados milhares de leitores, que satisfação estar de novo com vocês, aqui nesse ambiente desenfumaçado dos últimos dias.

Mas, como a realidade é algo que muda o tempo inteiro, enquanto bares e restaurantes se tornaram ambientes bem mais amigáveis aos seres humanos respiradores de oxigênio, o ambiente eletrônico da televisão anda tão esquentado que derreteu até o bombril da antena aqui de casa. Globo e Record se inspiraram no glorioso Senado Nacional e partiram pro chute na canela. Bom para todos nós. Quando os grandes e enormes brigam, parte do muito que eles sabem e a gente não, vem à tona.

» Opine aqui sobre o duelo Globo X Record

Pra começo de conversa, devemos lembrar que essas duas redes de comunicações têm em comum apenas isso: serem duas redes de comunicação. No resto, Globo e Record são animais muito diferentes, mesmo que dotados de dentes grandes e mesmas intenções de predadores.

A Globo é como uma novela da Globo, que nos conta historinhas para boi dormir. Nenhuma novela da Globo quer mudar o mundo ou nos tornar pessoas melhores. Ela nos convida a comprar xampu, iogurte e automóvel, mais nada. Assim é a Globo.

Ela também é a expoente de uma era de grandes veículos que faziam e desfaziam o mundo em que vivíamos. A lógica de uma Globo é a de qualquer grande empresa ligada aos interesses do grande capital, e naturalmente as intenções desse povo nunca foram ajudar o mundo a ser um lugar mais legal, igualitário e modelado pela fraternidade socialista. A Globo é consequência do golpe militar, e não é exatamente surpreendente perceber que nasceu pra ser uma aliada natural e defensora de uma certa ordem. Mas ela também faz televisão de excelente qualidade, coisas do Guel Arraes, do Jorge Furtado, entre outras. Ela faz quando quer, só não quer mais porque parece que não precisa.

A Record é uma grande igreja do bispo Macedo com fachada de rede de comunicações. E a igreja do bispo Macedo não é moleza. Os tais templos dele têm cara de cartório e alma de cobrador de impostos. Entrou ali, pimba, você está achado por eles e perdido pra sempre. Eu lembro de ter escutado o bispo Macedo uma vez apenas, em um táxi de um convertido e salvo pela igreja do bispo.

Não sei se vocês já escutaram, mas é assustador o tal bispo. Assustador pelo tom da voz, de vampiro de filme do Polansky, assustador pela total falta de escrúpulos na hora de dizer a que veio e o que espera da gente. A igreja do bispo Macedo é que nem novela da Globo, só que sem a novela - débito ou crédito, estimado crente?

Uma rede de comunicações de uma igreja dessas faz o que, afinal das contas? Mesmo que ela faça jornalismo com bons profissionais, o que eles tiveram que fazer ontem e anteontem diante das câmeras foi dar a mensagem do chefe. E, diferentemente da Globo, o chefe da Record é o bispo!

Eu tenho saudades do SBT e da Tele Sena. Pelo menos ali ficava na cara que o que o Silvio Santos tinha era uma rede de televisão inteira devotada a vender Tele Sena. Assim, com as coisas claras e simplinhas, tudo, mas tudo mesmo fica mais fácil.

A Globo queria a nossa mente e o nosso corpo, hoje se satisfaz com uma parte razoável do nosso bolso, e ainda faz o Criança Esperança pra mostrar que é legal. A Globo é como a igreja Católica, que faz o que faz, mas com um jeito pra lá de respeitável.

A Record quer o que? Ela quer enfiar o exu caveira na gente e cobrar pra tirar, em suaves prestações mensais, pelos próximos 30 anos.

A Globo é conseqüência e representante de um modelo de sociedade que parece que se esgota. A Record é parte de um império tão sibilino quanto raso, se espalha por todo canto, mas, espero, não faz mais do que manchar o carpete.

A diferença, e talvez seja essa a causa da briga das duas, é que a Globo é uma empresa. Se ela precisa de dinheiro, tem que ir ali adiante, trabalhar, vender, faturar, pagar seus impostos, gerar lucro e então poder tocar no din din. A Record, não. Escasseou o caixa, aluga-se o Maracanã, faz-se uma celebração para Jesus Cristinho na versão do bispo, junta-se duzentos mil coitados, passa-se o saco, todo mundo contribui ou vai ver só, leva-se os sacos de dinheiro pros templos, pronto. Cash flow pra ninguém botar defeito, fora todo mundo com alguma decência no coração.

Talvez seja essa a causa da briga, como foi a causa da queda do Collor. Collor caiu, como talvez vocês saibam, porque uma vez no poder, com a tolerância do andar hiper de cima, começou a acumular dinheiro com uma voracidade alagoense e até então desconhecida. O andar de cima tremeu, Collor caiu.

Talvez o sistema esteja informando ao bispo que melhor ele moderar a taxa de acumulação de capital, ou o céu cai em cima dele. Talvez o bispo já se sinta poderoso o bastante para peitar a banca.

Eu apostaria a minha fortuna pessoal, estimada em dez reais e quarenta e dois centavos, em que é exatamente isso que está acontecendo. E o que está em jogo é limitar o poder do bispo, e por isso, e por motivos de alinhamento estratégico semelhantes aos que fizeram o Lula abraçar o Sarney, nessa, e nessa apenas e por agora, estou com a Globo. Já o estimado leitor, faça a sua escolha. Se o bispo ganha, e ele pode ganhar, logo, logo, não tem mais escolha.

Marcelo Carneiro da Cunha é escritor e jornalista. Escreveu o argumento do curta-metragem "O Branco", premiado em Berlim e outros importantes festivais. Entre outros, publicou o livro de contos "Simples" e o romance "O Nosso Juiz", pela editora Record. Acaba de escrever o romance "Depois do Sexo", que foi publicado em junho pela Record. Dois longas-metragens estão sendo produzidos a partir de seus romances "Insônia" e "Antes que o Mundo Acabe".

Fonte: Terra

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Eu não sou soldado dessa guerra


A Guerra, que até certo ponto era fria, começou a ferver. Está começando uma guerra aberta e impressionante que envolve três organizações/instituições gigantes da sociedade brasileira:
Rede Record/Igreja Universal x Rede Globo.

Nesta quinta-feira (13/8), a emissora do bispo está exibindo, incansavelmente, reportagens que revelam ligações e atos sombrios da tv da família Marinho. Utilizando muito do matérial utilizado no documentário "Muito além do cidadão Kane"( da BBC britânica), as matérias relatam fatos que vão desde a controvérsia do surgimento da emissora do plim-plim com os contratos secretos do caso Time-Life até a posição chapa-branca assumida pela Globo durante o período da ditadura (apoiando o regime para conseguir privilégios). Falam ainda da polêmica edição pró-Collor do debate entre o ex-presidente e Lula nas eleições presidenciais 89.

Já na noite de ontem(12), as duas emissoras usaram seus principais programas jornalísticos como enfrentamento por causa reportagem feita pela TV Globo sobre o indiciamento do bispo Edir Macedo e mais nove pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd). No Jornal da Record, os apresentadores (Ana Paula Padrão e Celso Freitas) chamaram três reportagens especiais que acusavam a TV Globo de manipular informações para atender aos interesses empresariais e pessoais da família Marinho.

As matérias, que não possuem qualquer tipo de gancho, são o explícito contra-ataque ao noticiamento das graves denúncias feitas pelo Ministério Público contra a Iurd, que estaria lavando dinheiro de dinheiro desviado igreja para a compra de empresas de comunicação e outros bens.(veja mais aqui)

O nível está descendo na televisão brasileira e é provável que também desça nos púlpitos das igrejas. Se a tachação da Globo de ser "macumbeira", católica-espírita e anti-evangélica já era um fato presente na maioria das igrejas evangélicas, imagine agora como a coisa vai ficar?
É tudo o que o bispo(Macedo), o apóstolo casado com a bispa(Hernandez) e outros líderes que adorariam uma guerra santa (crentes e Record x católicos e Globo).
Mas do que nunca os crentes precisam parar com essa mania de perseguição e enxergar o fato como ele é realmente: Um mera disputa mercadológica entre dois projetos midiáticos/religiosos concorrentes pelp poder. E inserido nisso estão o telespectador e o fiel(seja ele de qualquer confissão), perfeitos para serem utilizados como soldadinhos alienados na frente de combate.

Se Jesus Cristo não veio para derrubar Roma (império), porque devem os crentes derrubar a Globo?
Teríamos nós uma missão mais importante e mais essencial do que o próprio cordeiro?
Seria a nossa missão estabelecer o reino de Deus na terra ao invés de simplesmente pregar e viver o Evangelho puro e simples?

Pense nisso!

veja também:

Por que a Globo está divulgando uma série de reportagens positivas sobre os evangélicos?

Igreja Universal pode patrocinar a Seleção

Edir Macedo e mais nove são denunciados por lavar dinheiro

Bandeirinha


Borges assinou pré-contrato com o Corinthians
O atleta Borges, do São Paulo, assinou pré-contrato com o Corinthians, visando à disputa da Copa Libertadores do América. Seu vínculo com o Tricolor será encerrado em dezembro e, pela lei, pode assinar com outro clube seis meses antes do término.
As negociações com Riquelme e Silvinho evoluíram. Todas estão sendo conduzidas pela dupla André Luiz de Oliveira, diretor administrativo, e André Campoy, conhecido amigo de Andres Sanches, presidente do Timão.
No caso do argentino, o grupo Sonda teria oferecido U$ 3 milhões para que o Boca facilitasse a liberação. Silvinho, segundo informações, teria acertado as bases financeiras, e estaria quase contratado.

Fonte: Mídia Sem Média

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Edir Macedo e mais nove são denunciados por lavar dinheiro

O juiz da 9ª Vara Criminal de São Paulo, Glaucio Roberto Brittes de Araújo, aceitou nesta segunda-feira denúncia do Ministério Público Estadual contra o bispo Edir Macedo e outras nove pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd). Eles são acusados de lavagem de dinheiro desviado da Universal, de maneira reincidente e com organização criminosa, e formação de quadrilha.
O dinheiro dos fiéis era repassado a empresas de fachada ligadas à Universal, que mandavam os recursos para paraísos fiscais no exterior. O dinheiro voltava ao país para a compra de empresas de comunicação e outros bens. É o que mostra reportagem de Adauri Antunes Barbosa, Flavio Freire, Ricardo Galhardo e Soraya Aggege na edição desta terça em O Globo.
Segundo a denúncia, Macedo seria o chefe de uma quadrilha que usava empresas de fachada para desviar recursos provenientes de doações dos fiéis da Universal e praticar uma série de fraudes.
Apenas em 2004 e 2005, as empresas Unimetro Empreendimentos e Cremo Empreendimentos teriam recebido R$ 71 milhões da Igreja Universal. O dinheiro seria usado em benefício da quadrilha denunciada, o que, em tese, desvirtuaria a finalidade das doações à Universal, que tem isenção de impostos.


Fonte: Blog do Noblat

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Silas Malafaia e sua bíblia de R$900


À medida que uma pessoa afirma ser um profeta, e que é ungido para o cargo por Deus, temos que verificar se essa pessoa pode realmente profetizar com 100% de precisão em todo tempo. A Escritura estabelece as normas que devem ser aplicadas a todos aqueles que se dizem profetas. O padrão é perfeição em cada profecia, não sendo admitida qualquer falha:

"Mas o profeta que presumir de falar em meu nome alguma palavra que eu não lhe tenho mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, o tal profeta será morto. Se disseres no teu coração: Como conheceremos a palavra que procede do Senhor? Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e o que disse não acontecer nem se ralizar, essa palavra não procede do Senhor. Com soberba a falou o tal profeta. Não tenhas temor dele" (Dt. 18:20-22).

Todos os auto-proclamados profetas estão sob a autoridade da Escritura. Aqueles que falam profecias que não se cumprem no tempo especificado devem ser reputados por falsos profetas. Esse é o ensino da Escritura, e aqueles que aceitam e se submetem a tais líderes, estão em franca rebelião contra a Palavra de Deus.

Alguns dos líderes de renome no meio evangélico brasileiro, resolveram estender a destra da comunhão a Morris Cerullo, auto-proclamado profeta judeu-americano.

Pena que a maioria dos brasileiros desconheça essa figura tão desacreditada aqui na América.

Veja algumas das profecias de MORRIS CERULLO:

Profecia que ele alegou ter recebido de Deus, em Setembro de 1989:

Ele começa afirmando que Deus lhe disse:

"Tome-se a sua caneta e escreva. Quero que avise ao meu povo. Existem 5 grandes crises que estão pra chegar na década de 90."

"O mundo vai estar enfrentando a maior turbulência econômica na história da humanidade."

"... Uma das maiores crises, sem precedentes."

"Será uma incrível crise financeira que vai mergulhar o mundo em um estado de grande agitação e perplexidade."

"Estamos indo para ver nesta década um completo colapso do atual sistema monetário mundial."

"Isso fará com que o Wall Street crash (a grande depressão) de 1929 pareça um piquenique."

"E que a crise chegará antes do ano 1994." *

As profecias de Morris Cerullo falharam em todos os aspectos. Não houve colapso monetário em todo o mundo antes de 1994, que tenha chegado perto da grande depressão de 1929, muito menos uma que era tão grande que tornaria 1929 "parecido com um piquenique." Morris Cerullo profetizou erroneamente e por isso, deve ser julgado e declarado um falso profeta pela norma da Escritura.

Não só Morris Cerullo profetiza falsamente, ele foi o único em todo o mundo, que recebeu a revelação. Por que Deus teria negligenciado informar a todos os outros ministros cristãos sobre o tal colapso?

Quem tem a maior autoridade, o falso profeta ou o Livro? Aqueles que continuam a aceitar Morris Cerullo como um profeta estão sem entendimento e enganam a si mesmos, o que levará inevitavelmente à decepção.

Em setembro de 1991 o Espírito Santo, alegadamente, falou com Cerullo e lhe disse: "Filho, o mundo será alcançado pelo Evangelismo por volta do ano 2.000!"

Já estamos em 2009, e o Mundo ainda não foi plenamente evangelizado.

Sinto pesar por saber que homens como Silas Malafaia, Renê Terra Nova, e outros tenham se associado a este profeta. Talvez com isso revelem o teor de seus ministérios. Será que alguém aí andou raspando o bigode pra ficar mais parecido com seu mentor?

Além de suas falsas profetadas, ele exibe um estilo de vida luxuosíssimo, numa mansão de 12 milhões de dólares, localizada em Ranch Sante Fe, bairro considerado o mais rico do País. Pena que ele quase não pare por lá. Ele prefere gastar seu tempo viajando pelo Mundo num jato de 50 milhões de dólares.

Em uma de suas conferências, Cerullo começou a profetizar, como se Deus falasse pela sua boca, dizendo à sua platéia: "Quero que entreguem suas carteiras a mim, diz Deus, e deixem-me ser o Senhor de suas carteiras .... Sim, sejam obedientes à minha voz."*

Com este tipo de artimanha, Cerullo amealhou uma fortuna de aproximadamente 100 milhões de dólares. Chegou mesmo a comprar um parque temático em Fort Mill, Carolina do Sul.

É isso que queremos para o nosso País? Já não temos exploradores demais entre nós, pra termos que importar mais um?

Além disso, sua doutrina é digna de repúdio, principalmente quando se trata da Divindade. Confira um de suas pérolas:

"Vocês sabiam que desde o começo do tempo o propósito inteiro de Deus era reproduzir-se?... Quem são vocês? Vamos lá, quem são vocês? Vamos lá, digam: "Filhos de Deus!" Vamos lá, digam!... E quando estamos aqui de pé, vocês não estão olhando para Moris Cerullo; vocês estão olhando para Deus, estão olhando para Jesus!".

Se olhar pra ele é o mesmo que olhar pra Jesus, então hoje Jesus apareceu em nossos televisores no programa Vitória em Cristo, pedindo que enviemos uma oferta de 900,00 para o ministério do Pr. Silas Malafaia. Esse mesmo Jesus andou levantando oferta para Renê Terra Nova adquirir um avião. Que "Jesus" estranho esse, não?




E aí, já preparou seu cheque? 900,00 reais são uma bagatela para que tenhamos nossa vida financeira totalmente mudada até 31 de dezembro.

Não obrigado! Não precisamos importar mais um besteirol americano.

Que Deus desperte esses líderes para que vejam o tremedal em que estão metendo seus ministérios.

*Morris Cerullo, 5 Grandes Crises, Morris Cerullo Ministérios fita cassete, 1989.
Morris Cerullo, "A Palavra de Deus na Vida - Maior Conferência Mundial", Deeper Life, março 1982, 15.
The Endtime Manifestation Of the Sons of God - Morris Cerullo - Fita de audio 1, lados 1 e 2, ênfase no original

Autor: Hermes Fernandes
Fonte: Site do autor [via Bereianos]

A Igreja evangélica é anticalvinista

Estava passeando pela TV quando dei com um culto da Igreja Mundial do Poder de Deus. Teria rapidamente mudado de canal se não tivesse acabado de ler o interessante livro de Ronaldo de Almeida, "A Igreja Universal e seus Demônios - Um Estudo Etnográfico" [ed. Terceiro Nome, 152 págs., R$ 28], que me abriu os olhos para o lado especificamente religioso dos movimentos pentecostais. Até então, via neles sobretudo superstição, ignorando o sentido transcendente dessas práticas religiosas.

No culto da TV, o pastor simplesmente anunciou que, dado o aumento das despesas da igreja, no próximo mês, o dízimo subia de 10% para 20%. Em seguida, começou a interpelar os crentes para ver quem iria doar R$ 1.000, R$ 500 e assim foi descendo até chegar a R$ 1.

Notável é que o dízimo não era pensado como doação, mas simplesmente como devolução: já que Deus neste mês dera-lhe tanto, cabia ao fiel devolver uma parte para que a igreja continuasse no seu trabalho mediador. Em suma, doar era uma questão de justiça entre o fiel e Deus.

Em vez de o salário ser considerado como retribuição ao trabalho, o é tão só como dádiva divina, troca fora do mercado, como se operasse numa sociedade sem classes. Isso marca uma diferença com os antigos movimentos protestantes, em particular o calvinismo, para os quais o trabalho é dever e a riqueza, manifestação benfazeja do bom cumprimento da norma moral.

Se o salário é dádiva, precisa ser recompensado. Não segundo a máxima franciscana "é dando que se recebe", pois não se processa como ato de amor pelo outro. No fundo vale o princípio: "Recebes porque doastes". E como esse investimento nem sempre dá bons resultados, parece-me natural que o crente mude de igreja, como nós procuramos um banco mais rentável para nossos investimentos.

O crente doa apostando na fidelidade de Deus. Os dísticos gravados nos carros, "Deus é fiel", não o confirmam? Mas Dele espera-se reciprocidade, graças à mediação da igreja, cada vez mais eficaz conforme se torna mais rica. Deus é pensado à imagem e semelhança da igreja, cujo capital lança uma ponte entre Ele e o fiador.

Anticalvinismo
Além de negar a tradicional concepção calvinista e protestante do trabalho, esse novo crente não mantém com a igreja e seus pares uma relação amorosa, não faz do amor o peso de sua existência.

Sua adesão não implica conversão, total transformação do sentido de seu ser; apenas assina um contrato integral que lhe traz paz de espírito e confiança no futuro. Em vez da conversão, mera negociação. Essa religião não parece se coadunar, então, com as necessidades de uma massa trabalhadora, cujos empregos são aleatórios e precários?

Outro momento importante do livro é a crítica da Igreja Universal ao candomblé, tomado como fonte do mal. Essa crítica não possui apenas dimensões política e econômica, assume função religiosa, pois dá sentido ao pecado praticado pelo crente. O pecado nasce porque o fiel se afasta de Deus e, aproximando-se de uma divindade afro-brasileira, foge do circuito da dádiva. Configura fraqueza pessoal, infidelidade a Deus e à igreja.

Nada mais tem a ver com a ideia judaico-cristã do pecado original. Não se resolve naquela mácula, naquela ofensa, que somente poderia ser lavada pela graça de Deus e pela morte de Jesus, mas sempre requerendo a anuência do pecador.

Se resulta de uma fraqueza, desaparece quando o crente se fortalece, graças ao trabalho de purificação exercido pelo sacerdote. O fiel fraquejou na sua fidelidade, cedeu ao Diabo cheio de artimanhas e precisa de um mediador que, em nome de Deus, combata o Demônio. O exorcismo é descarrego, batalha entre duas potências que termina com a vitória do bem e a purificação do fiel.

Paganismo
Compreende-se, então, a função social do combate ao candomblé: traduz um antigo ritual cristão numa linguagem pagã. Os pastores dão pouca importância ao conhecimento das Escrituras, servem-se delas como relicário de exemplos. Importa-lhes mostrar que o Diabo, embora tenha sido criado por Deus, depois de sua queda se levanta como potência contra Deus e, para cumprir essa missão, trata de fazer o mal aos seres humanos.

O mal nasce do mal, ao contrário do ensinamento judeu-cristão que o localiza nas fissuras do livre-arbítrio. Adão e Eva são expulsos do Paraíso porque comeram o fruto da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal e assim se tornam pecadores, porque agora são capazes de discriminar os termos dessa bipolaridade moral.

Essa teologia pentecostal se aproxima, então, do maniqueísmo. Como sabemos, o sacerdote persa Mani (também conhecido por Maniqueu), ativo no século 3º, pregava a existência de duas divindades igualmente poderosas, a benigna e a maligna. Isso porque o mal somente poderia ter origem no mal. A nova teologia pentecostal empresta o mesmo valor aos dois princípios e, assim, ressuscita a heresia maniqueísta, misturando o cristianismo com a teologia pagã.

José Arthur Giannotti, na Folha de S.Paulo. [via PavaBlog]

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Um dia a casa cai...

Americano tem pênis colado na barriga por mulher e amantes

Era para ser apenas mais um encontro com uma de suas inúmeras amantes. Mas um americano de Wisconsin que traía a mulher terminou a noite amarrado, vendado e com o pênis colado na barriga.

Wendy Sewell, Therese Ziemann, Michelle Belliveau e a mulher dele, Tracy M. Hood-Davis, apareceram no motel onde o homem havia marcado um encontro com uma delas, de acordo com reportagem divulgada pela agência de notícias Associated Press. Como forma de vingança, elas atacaram o traidor.

Tracy Hood-Davis (topo à esq.), mulher da vítima, participou do ataque ao próprio marido. Michelle Belliveau (topo, direita), amiga de Hood-Davis, e duas ex-amantes da vítima, Wendy Sewell (abaixo, esq.) e Therese Ziemann, também participaram do ataque. (Foto: Polícia do condado de Calumet/AP


Na sexta-feira, ele encontrou Therese Ziemann no motel. Aceitou ser vendado e amarrado com lençóis. Quando ele estava indefeso, Therese cortou sua cueca com uma tesoura e chamou as outras por uma mensagem de texto. Enquanto elas chegavam, ele teve o pênis colado no corpo e foi agredido a socos e pontapés.

O homem disse depois aos investigadores que ela não tinha uma arma, mas que teria dito "Você sabe quanto eu quero para atirar em você?". Ele começou a gritar e as mulheres correram com medo que ele pudesse machucá-las, levando ainda sua carteira, carro e telefone celular.

Depois do episódio, as quatro é que vão encarar punição, que pode chegar a seis anos de prisão. De acordo com os investigadores, todas elas, com exceção de Michelle, tinham envolvimento amoroso com o homem. Therese disse aos policiais que havia conhecido o homem pela internet, que se encontrava com ele havia dois meses e que emprestou dinheiro a ele. Ela descobriu pela mulher dele que o homem era casado e tinha várias namoradas - de quem ele pegava dinheiro.

fonte:Planeta Bizarro

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Igreja Universal pode patrocinar a Seleção


Igreja de Edir Macedo pode patrocinar a Seleção

Igreja Universal do Reino de Deus estuda disputar vaga como patrocinadora da seleção brasileira na Copa do Brasil em 2014. De olho no grande crescimento no número de evangélicos, que debandam de outras religiões, como o catolicismo e os cultos afro-brasileiras, a Igreja quer ganhar novos fiéis. Especialistas da IURD afirmam que esta é uma chance imperdível.

“- É uma oportunidade de crescermos e expandirmos nossas igrejas de forma espetacular. Tenho fé de que tudo dará certo!”, empolga-se o bispo Josias Norato, que também é assessor jurídico da igreja. O braço de telecomunicações da IURD, a Rede Record, é entusiasta da empreitada. “A Rede Record apoia a ideia. De acordo com nossas projeções, chegaremos em 2014 bem perto da liderança de audiência. Com o apoio da IURD, teríamos muita visibilidade internacional.”, afirma Renato Quiroga, assessor de imprensa da Record.

O presidente de honra da IURD, Bispo Edir Macedo, ainda não se pronunciou sobre o plano. Macedo não é legalmente presidente da Record, mas, pela IURD, é um dos maiores doadores do canal de televisão.

Fonte: VOOZ [via Pavablog]

S@alcompimentas: Agora, imaginem o Kaká (que é da Renascer) usando a camiseta da igreja "concorrente"... Será que o "apóstolo" e a bispa vão gostar?