quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Ao mestre com carinho

Professor receberá R$ 5.000 após ser xingado por universitária
Uma universitária deverá pagar R$ 5.000 de indenização por danos morais a um professor por tê-lo xingado e ameaçado fisicamente. A aluna, estudante de direito, foi pega colando e teve a prova recolhida por seu professor.

A decisão é da 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que aumentou o valor de R$ 3.000 determinado em primeira instância. Não cabe mais recurso da decisão.

De acordo com informações do TJ-DF, após ter sido pega colando e ter tido a prova recolhida pelo professor, a universitária passou a xingá-lo. Ao sair da sala de aula batendo a porta, a aluna ainda o ameaçou e, na frente dos colegas, disse que ele iria apanhar na saída.

A estudante, em sua defesa, afirmou que ela havia sido ofendida e humilhada pelo professor no momento da cola.

Porém, testemunhas confirmaram as alegações do professor e afirmaram que ele se manteve educado e calmo durante as ofensas, tendo apenas recolhido a prova e o código da estudante. As testemunhas afirmaram, também, que o fato foi bastante comentado nos corredores da instituição de ensino.

Segundo o relator do recurso, ninguém pode ser destratado nem ser motivo de chacota por quem quer que seja, ainda mais diante de grande público. “Um aluno deve ter um mínimo de postura e respeito à autoridade máxima dentro de sala de aula. Uma ofensa gratuita contra um professor é um desrespeito à educação, ao corpo docente, aos colegas e a si próprio”, afirmou o relator.

Fonte: Última Instância Revista Jurídica

Nenhum comentário: