quarta-feira, 5 de novembro de 2008

McCain: herói no Vietnã?


O último livro de Michael Moore, publicado este ano nos EUA, tem como título original “O guia de Mike para as eleições”.

Reproduzo para vocês alguns dos melhores momentos do livro. O primeiro, a verdadeira história da prisão de McCain (candidato derrotado por Obama à presidência dos EUA) no Vietnã:

“John McCain participou como piloto de guerra de 23 bombardeios sobre o Vietnã do Norte…” Nessas ações, “as forças americanas realizaram 307vôos de combate e lançaram 643.000 toneladas de bombas no território vietnamita (aproximadamente as mesmas toneladas que foram lançadas no Pacífico durante toda a Segunda Guerra Mundial).” “Isso representa mais de um 11 de Setembro por mês e tudo isto durante 44 meses.”

“No seu livro Faith of our Fathers, McCain lamenta que só lhe deixaram bombardear instalações militares, estradas e centrais eléctricas. Na sua opinião essas restrições eram “ilógicas” e “não tinham sentido””. “Em 26 de Outubro de 1967, McCain, que pilotava seu Skyhawk A-4, foi atingido pela artilharia antiaérea dos norte-vietnamitas no momento em que disparava um míssil não contra um objectivo militar, nem contra uma unidade do exército, nem contra um bunker, mas contra uma estação geradora de electricidade que abastecia a alguns bairros. O objectivo, segundo o próprio McCain, estava numa “zona de Hanói densamente povoada”.Um avião aparece no céu e descarrega uma chuva de mísseis numa zona muito povoada da capital de um país.”

“O avião de Mc Cain caiu num lago não muito longe do palácio presidencial. Com três fracturas, ele estava a afogar-se e vários civis que estavam nas margens, jogaram-se à água para salvá-lo. Mais ou menos o que faria MacCain com alguém que tivesse acabado de bombardear seu povo?”


fonte: Free Prees

2 comentários:

Nico c disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nico c disse...

Muito obrigado Saulo.

Sua visita é de grande ajuda para o nosso projeto.