sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Igreja Universal deve se desvincular da TV Record em 2010


Os programas e cultos evangélicos da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) devem deixar, definitivamente, a grade de programação da Rede Record no ano de 2010. A estratégia, formulada pelo presidente da ordem religiosa e principal acionista do grupo televisivo, Edir Macedo, visa desvincular totalmente a igreja com a emissora de TV.

Com isso, Macedo quer mostrar ao mercado e aos espectadores que a Universal é somente um dos anunciantes da casa — e não a proprietária do canal televisivo. Atualmente, a aparição da Iurd está restrita às madrugadas. Com programas de caráter religioso, a igreja permanece no ar, diariamente, na faixa entre 1 hora e 6h15.

Segundo o vice-presidente comercial da emissora, Walter Zagari, o projeto de eliminação do conteúdo evangélico ainda é bastante embrionário e a diretoria da emissora não chegou a tomar uma posição definitiva sobre o assunto. Quando ocorrer a separação, o investimento da igreja feito na emissora poderá ser utilizado para a ampliação de suas instalações ou, até mesmo, para a comercialização de novos espaços, em outras redes.

Zagari também reforça que essa ruptura seria a reposta concreta para aqueles que acreditam que as receitas e os negócios da Record e da Universal estão atrelados. "Considero que 99% das pessoas do mercado já entendem não existir nenhuma relação empresarial entre a igreja e a televisão. O 1% que sobra são os mais radicais, que não conseguem enxergar a realidade como ela é", diz Zagari.

O desligamento da igreja coincidiria com a fase em que a emissora começará a sua grande investida esportiva, com a exibição dos jogos de Inverno de Vancouver, em 2010 e, posteriormente, o Pan-Americano de Guadalajara e as Olimpíadas de Londres.

do Vermelho, com informações do meio&mensagem online

Nenhum comentário: