segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Casal Hernandes quer ficar longe do Brasil

O casal Estevan e Sônia Hernandes, fundadores da Igreja Renascer, quer ficar preso nos EUA e não quer voltar ao Brasil, onde também seriam presos. O "apóstolo" e a bispa entraram com pedido de Habeas Corpus, no Supremo Tribunal Federal, para suspender o pedido de extradição solicitado pelo Brasil aos Estados Unidos da América.

Acusado de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, o casal sustenta que o Superior Tribunal de Justiça, ao se mostrar favorável à extradição, contrariou o que determina o Acordo de Extradição entre Brasil e Estados Unidos da América, segundo o qual o crime de lavagem de dinheiro não é passível de extradição.

A defesa argumenta que o pedido de extradição, apresentado pela 1ª Vara Criminal em São Paulo e mantido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e STJ, deve ser suspenso e, posteriormente, revogado por não apresentar fundamentação legal, tendo em vista a cassação do decreto de prisão preventiva contra Estevan e Sonia. A ordem de prisão foi expedida também pela 1ª Vara Criminal paulista.

“Não existe mais o pedido de prisão a validar qualquer extradição, tornando-a mesmo, por absoluto, pantanosa”, ressaltou a defesa, ao lembrar que o decreto de prisão preventiva em questão foi cassado.

Estranho que o casal que diz que todas acusações são fruto de uma ferrenha "perseguição religiosa", não queiram enfrentar tudo isso mais próximo de seus "fiéis seguidores", aqui no Brasil. Será vergonha na cara? Acho que não. O negócio deles é curtir os dólares ganhos em Miami e Nova Iorque, não no Cambuci (sede da Renascer em São Paulo).


Estevam e Sônia são proprietários de uma mansão avaliada em US$ 2 milhões em Boca Raton, na Flórida (foto acima).



Sede da Igreja Renascer, no Cambuci, São Paulo.


com informações do STF

Um comentário:

Anônimo disse...

"É inevitável que venham escandalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm! Melhor fora que se lhe pendurasse na pescoço uma pedra de moinho e fosse atirado no mar do que fazer tropeçar a um destes pequeninos." Jesus Cristo, Lucas 17: 1,2.